Na primeira leitura de hoje, Jó descreve a futilidade da vida antes de Cristo. Seu lamento nos lembra a maldição da labuta e da morte que foi colocada sobre Adão, após o pecado original (ver Gênesis 3: 17-19). Homens e mulheres são como escravos à procura de uma sombra, incapazes de encontrar descanso. Suas vidas são como o vento que vem e vai.

Mas, conforme cantamos no Salmo de hoje, Aquele que criou as estrelas prometeu curar os quebrantados de coração e libertar do exílio os que estavam perdidos (ver Isaías 11:12; 61: 1). Vemos essa promessa cumprir-se no Evangelho de hoje.

A sogra de Simão representa a humanidade cansada e desesperada de Jó: está abatida pela aflição e por demais enfraquecida para se salvar por conta própria. Mas como Deus prometeu tomar pela mão o Seu povo eleito (ver Isaías 42: 6), Jesus a agarra pela mão e a ajuda a levantar-se. A palavra grega traduzida como “ajudar” tem, na verdade, o mesmo sentido de “levantar”. O mesmo verbo é usado quando Jesus ordena que uma menina morta se levante (ver Marcos 5: 41-42). É usado novamente para descrever a Sua própria ressurreição (ver Marcos 14:28; 16: 7).

O que Jesus fez pela sogra de Simão, fez também por toda a humanidade: levantou-nos a todos os que estávamos mortos por causa dos nossos pecados (ver Efésios 2:5).

Observem-se todas as palavras que indiquem totalidade e completude no Evangelho. A cidade inteira se reuniu; todos os doentes foram levados a ele. Ele expulsa demônios por toda a Galiléia. Todos estão procurando por Cristo.

Nós também O encontramos. Por meio de nosso batismo, Ele nos curou e nos levantou para vivermos em Sua presença (ver Oséias 6: 1-2).

Como a sogra de Simão, só há uma maneira de agradecê-lo pela nova vida que Ele nos deu: devemos nos levantar para servir a Ele e a Seu evangelho.

Nossas vidas devem ser nossa ação de graças, como mostra Paulo na epístola de hoje. Devemos revelar a todas as pessoas as boas novas, a razão pela qual Jesus veio até nós: que também os outros possam ser herdeiros de Sua salvação.

https://stpaulcenter.com/audio/sunday-bible-reflections/raised-to-serve-scott-hahn-reflects-on-the-fifth-sunday-in-ordinary-time/