parable

Quanto vale a sua nova vida em Cristo? Você ama as palavras Dele mais do que ouro e prata, conforme cantamos no Salmo de hoje? Como os personagens do Evangelho de hoje, você venderia tudo o que tem para possuir o reino que Ele nos promete? Se Deus lhe concedesse a satisfação de algum desejo, você seguiria o exemplo de Salomão na Primeira Leitura de hoje, pedindo não uma vida longa ou riquezas, mas sabedoria para conhecer os caminhos de Deus e desejar Sua vontade?

O pano de fundo do Evangelho de hoje, como tem sido nas últimas semanas, é a rejeição da pregação de Jesus por Israel. O reino dos céus entrou no meio deles, mas muitos não conseguem ver que Jesus é o cumprimento das promessas de Deus, uma dádiva da compaixão divina, que eles — e nós — podemos usufruir.

Nós também devemos, sempre, redescobrir o reino, para encontrá-lo como um tesouro, uma pérola de grande valor. Em comparação com o reino, devemos considerar todo o resto como esterco (ver também Filipenses 3: 8). E devemos estar dispostos a desistir de tudo o que temos — todas as nossas prioridades e planos — para obtê-lo.

Suas palavras somente são compreendidas pelos simples, pelos que se colocam diante de Deus como crianças. Como faz Salomão hoje, devemos nos humilhar diante de Deus, entregando-nos ao Seu serviço. Peçamos um coração compreensivo, que só pretenda fazer a Sua vontade.

Somos chamados a amar a Deus, deleitarmo-nos em Sua lei e a abandonar todo caminho falso. E devemos nos conformar a cada dia, sempre mais estreitamente, à imagem de Seu Filho.

Se fizermos isto, podemos nos aproximar de Seu altar como um sacrifício agradável, confiantes de que todas as coisas contribuem para o bem; que nós, a quem Ele justificou, também um dia seremos glorificados.

https://stpaulcenter.com/audio/sunday-bible-reflections/treasures-of-the-kingdom-scott-hahn-reflects-on-the-seventeenth-sunday-in-ordinary-time/