Martyrdom_of_St_Sebastian

Nosso compromisso com Cristo será posto à prova. Ouviremos murmurações com denúncias e ameaças, como ocorreu com Jeremias na Primeira Leitura de hoje. Até presumíveis amigos tentarão nos prender e nos enganar.

Por causa de Deus, sofreremos insultos e seremos marginalizados – mesmo em nossas próprias casas, como ouvimos no Salmo de hoje.

Como Jeremias nos diz, devemos esperar que Deus desafie a nossa fé, esquadrinhando nossas mentes e corações para testar a profundidade de nosso amor.

“Não tenhais medo”, Jesus nos assegura três vezes no evangelho de hoje.

Embora Ele permita que soframos por nossa fé, nosso Pai nunca nos esquecerá ou abandonará. Como Jesus nos assegura hoje, tudo acontece em Sua providência, sob Seu olhar atento — até a queda do menor dos pardais. Cada um de nós é precioso para ele.

Firmes nesta fé, devemos resistir às manobras de Satanás. Ele é o inimigo que busca a ruína de nossa alma na Geena, no inferno.

Devemos procurar a Deus continuamente, como diz o salmista. O zelo pela casa do Senhor, pelo reino celestial do Pai, deve nos consumir, como consumiu Jesus (ver João 2:17). Como Jesus sofreu os insultos daqueles que blasfemaram contra Deus, assim também deveríamos fazer (ver Romanos 15: 3).

Pelo dom benevolente de si mesmo, Jesus suportou as transgressões do mundo, como Paulo nos diz na Epístola de hoje. Ao ressuscitar dos mortos, Ele nos mostrou que Deus resgata a vida dos pobres; que Ele não rejeita os Seus quando estão em perigo. Em Sua grande misericórdia, Ele também se voltará para nós e nos livrará do poder dos ímpios.

É por isso que proclamamos o Seu nome sobre os telhados, como Jesus nos diz no Evangelho de hoje. É por isso que cantamos louvores e oferecemos ações de graça em toda eucaristia. Estamos confiantes na promessa de Jesus: nós, que Nele declaramos nossa fé antes de todos os outros, seremos lembrados diante de nosso Pai celestial.

https://stpaulcenter.com/audio/sunday-bible-reflections/be-not-afraid-scott-hahn-reflects-on-the-twelfth-sunday-in-ordinary-time/