ettore2

[Trecho de entrevista concedida ao Observatório Internacional Cardeal Van Thûan pelo economista católico Ettore Gotti Tedeschi, ex-diretor do banco do Vaticano à época de Papa Bento XVI. O título já convida à leitura integral: “A nova ordem mundial gnóstica, a economia arruinada e a Igreja em crise”].

Pergunta: Professor, entre o lockdown de países inteiros e o colapso do preço do petróleo, parece que nada de bom se pode esperar para a economia mundial. Fala-se de uma recessão global… Esse quadro nos ajuda a compreender a situação econômica em que nos moveremos nos próximos meses?

Resposta: Para responder, antecipo que, acima de tudo, esta chamada pandemia ofusca um pouco as certezas que tínhamos na ciência e na abordagem científica de sua solução. Se não sabemos o que acontecerá do ponto de vista da saúde, acho que é bastante difícil fazer previsões econômicas.

Mas eu gostaria de ampliar um pouco o problema. A origem da pandemia foi identificada no vírus Covid-19 e sua transmissão. Dizem que esse vírus foi gerado na China graças à ignorância das regras básicas de higiene (em sentido lato), regras que, entre nós, seriam indispensáveis e obrigatórias.

 No entanto, há décadas que só crescem nossas relações comerciais com a China. Será possível que os organismos internacionais de controle sanitário (OMS) nunca tenham se preocupado com a higiene, num país que fornece uma parte muito elevada de sua produção para o consumo do mundo ocidental? (Consumo que foi deslocalizado na China, porque produzir lá, e de lá importar os produtos, custa muito menos do que os produzir aqui).

Ninguém nunca se perguntou em que condições esses produtos são feitos e por que custavam infinitamente menos?

Ninguém nunca se perguntou em que condições higiênicas foram produzidos e em que condições higiênicas viviam os trabalhadores que as produziram?

Ninguém nunca se preocupou em verificar se, além dos produtos, poderíamos importar direta ou indiretamente (por meio de contatos pessoais) também as consequências dessa falta de regras de higiene?

Nunca nos perguntamos que razões impuseram um processo de deslocalização tão acelerado, mal concebido e mal gerenciado?

Na prática, ainda não foram pesquisadas as origens do fenômeno que permitiu o contágio global da pandemia. E, se de um problema tão grande e complexo é desconhecida a verdadeira causa, não há dúvida: arrisca-se a errar o diagnóstico e, portanto, o prognóstico econômico.

Contudo, as verdadeiras causas estão na negação das leis naturais, antes de tudo aquelas relacionadas à vida humana e aos nascimentos. Foi o colapso programado de nascimentos no Ocidente que gerou uma série de efeitos cada vez mais negativos (deslocalização acelerada na China, ligada a custos de produção muito baixos, visando fazer os ocidentais consumirem cada vez mais).

O último efeito é a pandemia: fruto do caos resultante da negação da ordem natural do Criador.

https://www.vanthuanobservatory.org/ita/il-nuovo-ordine-mondiale-gnostico-leconomia-rovesciata-e-la-chiesa-smarrita-intervista-a-ettore-gotti-tedeschi/