1. PRIMEIRA LEITURA DA MISSA (ISAÍAS 61,1-2a.10-11)

Cristo, o que veio e virá

O espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu; enviou-me para dar a boa-nova aos humildes, curar as feridas da alma, pregar a redenção para os cativos e a liberdade para os que estão presos; para proclamar o tempo da graça do Senhor. Exulto de alegria no Senhor e minh’alma regozija-se em meu Deus; ele me vestiu com as vestes da salvação, envolveu-me com o manto da justiça e adornou-me como um noivo com sua coroa ou uma noiva com suas joias. Assim como a terra faz brotar a planta e o jardim faz germinar a semente, assim o Senhor Deus fará germinar a justiça e a sua glória diante de todas as nações.

2. MAGNIFICAT (São Lucas 1)

 Deus fez o Cristo vir por Maria

(Antífona): A minh’alma se alegra no meu Deus.

A minha alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador, pois, ele viu a pequenez de sua serva, desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita.

O Poderoso fez por mim maravilhas. E Santo é o seu nome! Seu amor, de geração em geração, chega a todos que o respeitam.

De bens saciou os famintos, e despediu os ricos sem nada. Acolheu Israel, seu servidor, fiel ao seu amor.

3. SEGUNDA LEITURA DA MISSA (1TESSALONICENSES 5,16-24)

Preparemo-nos para a vinda do Cristo

Irmãos: Estai sempre alegres! Rezai sem cessar. Dai graças em todas as circunstâncias, porque essa é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo. Não apagueis o espírito! Não desprezeis as profecias, mas examinai tudo e guardai o que for bom. Afastai-vos de toda espécie de maldade! Que o próprio Deus da paz vos santifique totalmente, e que tudo aquilo que sois — espírito, alma, corpo — seja conservado sem mancha alguma para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo! Aquele que vos chamou é fiel; ele mesmo realizará isso.

4. EVANGELHO (SÃO JOÃO 1,6-8.19-28)

O anunciador do Cristo que vem

Surgiu um homem enviado por Deus; seu nome era João. Ele veio como testemunha, para dar testemunho da luz, para que todos chegassem à fé por meio dele. Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. Este foi o testemunho de João, quando os judeus enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para perguntar: “Quem és tu?” João confessou e não negou. Confessou: “Eu não sou o Messias”. Eles perguntaram: “Quem és, então? És tu Elias?” João respondeu: “Não sou”. Eles perguntaram: “És o Profeta?” Ele respondeu: “Não”. Perguntaram então: “Quem és, afinal? Temos que levar uma resposta para aqueles que nos enviaram. O que dizes de ti mesmo?” João declarou: “Eu sou a voz que grita no deserto: ‘Aplainai o caminho do Senhor’” — conforme disse o profeta Isaías. Ora, os que tinham sido enviados pertenciam aos fariseus e perguntaram: “Por que então andas batizando, se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?”  João respondeu: “Eu batizo com água; mas no meio de vós está aquele que vós não conheceis, e que vem depois de mim. Eu não mereço desamarrar a correia de suas sandálias”. Isso aconteceu em Betânia, além do Jordão, onde João estava batizando.

 

COMENTÁRIO DE SCOTT HAHN

A misteriosa figura de João Batista, que nos foi apresentada nas leituras da semana passada, agora está mais clara para nós. Como vemos no Evangelho deste domingo, compreende-se melhor quem é João quando se sabe primeiro quem ele não é.

Ele não é Elías que retornou do céu (v. 2R 2,11), mesmo se usa a mesma roupa (v. Mc 1,6; 2R 1,8) e prega o arrependimento e o julgamento (v. 1R 18, 21; 2Cr 21, 12-15).

Ele não é Elías na carne; no entanto, João foi enviado com o espírito e poder de Elías para cumprir sua missão (v. Lc 1, 17, Mc 3,23-24). Tampouco é o profeta predito por Moisés, embora seja seu parente e pregue a palavra de Deus (v. Dt 18,15-19; Jo 6,14).

João também não é o Messias, embora tenha sido ungido pelo Espírito desde o ventre de sua mãe (v. Lc 1,15,44).

João prepara o caminho do Senhor (v. Is 40,3). Seu batismo é simbólico, não sacramental. É um sinal dado a nós para impelir nossos corações ao arrependimento.

Ele nos mostra Aquele sobre quem o Espírito permanece (v. Jo 1,32); Aquele que cumpre a promessa que ouvimos na primeira leitura no domingo (v. Lc 4,16-21).

Jesus, por meio de seu banho de Espírito e regeneração, abre uma fonte que purifica Israel e dá a todos um novo coração e um novo espírito (v. Za 13,1-3; Ez 36,24-27; Mc 1, 8; Tt 3,5).

João vem até nós, nas leituras do Advento, para nos mostrar a luz, de modo que possamos acreditar naquele que vem no Natal. Como cantamos no salmo deste domingo, o Poderoso veio levantar cada um de nós; para saciar a nossa fome com o pão do céu (Jo 6, 33;49-51).

E, como São Paulo exorta na epístola, devemos nos alegrar, dar graças e orar sem cessar para que Deus nos faça perfeitamente santos em espírito, alma e corpo. Dessa forma, estaremos livres de culpa quando vier o nosso Senhor.

https://stpaulcenter.com/uno-que-viene-scott-hahn-refleja-sobre-el-3o-domingo-de-adviento/

https://stpaulcenter.com/one-who-is-coming-scott-hahn-reflects-on-the-third-sunday-of-advent/