A sabedoria de Salomão

Pois que homem conhece os desígnios de Deus?

Quem pode conhecer o que deseja o Senhor?

 Os pensamentos dos mortais são tímidos e falíveis os nossos raciocínios;   

Um corpo corruptível pesa sobre a alma e esta tenda de argila faz o espírito pesar com muitas preocupações.”

A custo conjeturamos o terrestre, com trabalho encontramos o que está à mão; mas quem rasteará o que há nos céus? Quem conhecerá tua vontade, se não lhe deste Sabedoria e não criaste do alto do teu Espírito Santo?

Somente assim foram retos os caminhos dos terrestres e os homens aprenderam o que te agrada e a Sabedoria os salvará.

A sabedoria infusa é o que almejo. A ciência humana é incompleta e não pode resolver os mistérios que existem no universo. Os humanos são limitados na sua razão e não é pela razão que atingirão a sabedoria.

A sabedoria vem por outro caminho e nos atinge na forma de intuições, revelações, sonhos, inspirações inexplicáveis do ponto de vista da razão.

Não é racional a emoção que sentimos ante um ato puro de bondade; não é racional a conexão que o amor nos proporciona; não é racional a admiração que nos escraviza ante a beleza da natureza.

O homem, além de racional, é um ser sobrenatural pois carrega em sí o Espírito Santo, emanação divina que nos orienta e inspira.

 

Ó Deus,

Criador do céu e da terra,

Ato perfeito, pureza perfeita.

Sabedoria infinita que nos orienta,

que nos guia na curta existência terrena.

Ó Deus,

Que é causa e efeito de tudo o que existe e existirá.

Em tí nada falta,

Tudo abunda na sua perfeição.

Ó Deus,

Eu que sou o oposto de ti,

Criatura em que tudo falta,

Em que tudo é potência à espera de atualização,

Rogo-te:

Dai-me sabedoria, inspiração, inteligência

para que possa compreender e realizar teus desígnios.